04/04/2009

fly me to the moon

Outro LP que o meu pai tinha era um disco do Nat King Cole, diziam-me, na altura, que King era Rei. Quando ouvia aquela música parecia-me mesmo música para Reis e imaginava palácios, salas cheias de mulheres com vestidos elegantes, tão bonitas que o meu coração saltava para dentro daquelas salas. Já adulto, com as mãos aquecidas naquela voz quente, uma agarrava outra mão e a outra passava nas costas húmidas parando na cintura, dançava. Com o tempo os dois pés esquerdos fizeram a devida descida para realidade, mas aquela voz insistiu e continuou a fazer o que sempre fez. Ainda hoje é assim.

2 comentários:

Anónimo disse...

Apesar dos pés esquerdos, queres dançar comigo?
M.

np disse...

Querer até queria, não tenho é tido tempo nem paciência para me aturar. Beijo.