26/06/2008

Afinal a vida não é uma merda

Na noite de terça fui ver o Indiana Jones com o meu puto (10 anos), quando voltávamos para casa perguntei-lhe, já sabendo a resposta, se tinha gostado do filme. Afinal ele foi mais longe e diz-me. Claro pai e estou muito feliz, tu também estás? Tu estás eu também estou, respondi. Este filme deixou-me feliz, afinal a vida não é uma merda. Engoli em seco, enrolei o meu braço à volta do pescoço dele e disse. Pois não filho, existe muita coisa bonita para se ver. Para o Miguel a banda e música que ele mais gosta. The Killers mr. brightside

2 comentários:

Anónimo disse...

E simples também, a maior parte das vez é quanto basta, Simplicidade.
O gajo vai Num bom caminho, sim porque era "do caraças" se só se fizesse Música e Arte depois de desenhar uma equação matemática, que, matematicamente fosse bem complicada, e, complexamente bem elaborada, para que de uma forma bonita não seja simplesmente, SIMPLES, porra, não chegava... Puto, Boa...

np disse...

agradeço a complexidade do comentário, desde que seja para chegar à simplicidade estamos bem :)