08/01/2009

apesar do frio

Vivo sempre numa espécie de céu, não um paraíso aborrecido com tudo muito lavadinho e cheio de anjinhos, mas num céu muito meu. Apesar das desilusões constantes, de algumas tristezas mas nunca depressões nem tendências suicidas, chego a um ponto em que me rio de tudo. Nunca fui muito dado a espantos, mas sempre, estupidamente, esperei o melhor de alguns outros, apesar de saber que é estúpido vou continuar a esperar esse melhor. Parece que afinal tenho alguma fé e, se virmos bem, viver de outra forma deve ser ainda mais estúpido. Já viram como o céu até está bonito hoje, apesar do frio, parece aqueles olhos azuis onde me fiquei a meditar. Black Wonderful Life

4 comentários:

etanol disse...

Estás a azular!
:)
Maria João

np disse...

Eu é mais encarnar como Jesus, o menino, que não esverdeou nem azulou mas encarnou, é que somos benfiquistas. ;)

knwstudio disse...

Sim, sim, quao azuis, eu também a vi, era também mesmo estúpida ...

np disse...

Estúpida??